sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Pain over Pain

Olho todo dia para cicatriz que você deixou no meu peito
Dela lembro o quando foi especial
Mas também lembro o quando me faz falta
Deixo tudo de lado ás vezes para olhar mais de perto
Olhar de perto o buraco que foi deixado
As linhas verticais e horizontais do estrago
As pontas da linha remendadas pelo tempo
Tudo lembra você
Ficou aqui guardada
Ainda a dor pulsa
Sinto as fisgadas
E a cada fisgada
Sinto você de novo
Perto de mim
A dor me engana
Saboreio-a
Enfim me deito para esquece-la
Até o outro dia dor.