domingo, 29 de novembro de 2009

Não é um ônibus, trem, carro, avião que trará você,
mas sim o seu coração que já sabe o caminho do meu,
pois a chave dele pertece a você e mais ninquém
trancada a cadiados está com codigos que só você os tem

O outono está chegando
e com ele não sei se cairá as flores plandas por você
a primavera se foi, mas deixou muitas coisas para trás
deixou uma raiz muito forte, com flores lindas e coloridas
no inverno nevou,deixando lindas memórias
não sei o que será das próximas estações
tenho medo de trovoadas e nevascas
de tempos cinzentos e chuvosos

Estou olhando pela janela a chuva que lá fora cai
confundo as gotas da chuva com minhas lágrimas
confundindo tempestades internas com externas

O que o coração quer nem sempre tem
o que o coração proucura nem sempre acha

Proucuro você em todas as páginas
todas as estações
todas as lembranças
tudo e nada.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

A solidão sozinha não basta
iremos, então, juntos
ficar a sós, na escuridão

Leve me contigo nesta estrada
deixe o vir nos buscar
sou teu servo

Olha quem já vem!
vestido de mantas negras
sobre a barca

Fixas em nos estão seus olhos
com um sorriso cativante
chama nos para na barca estar

O caminho é longo
mas temos que aturar
quando lá chegarmos
a solidão nos espera
e juntos vamos estar.
O veneno produzido por ti
escorrega na minhar gartanta
correndo tudo que toca
absorvido pelos meus orgãos
indesto pelo meu ser

Baco consedeu teu desejo
pela nossa devoção a Ele
por cuidastes bem de mim

teu próprio veneno caiste sobre ti
quando a mim não fez mais efeito
quando roeu tua própia mascara

quanto a mim estou bem, obrigado.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

A angústia se foi
levando com ela o amor
deixando para trás lembraças
e no final de tudo isso
esquecer te não é uma opção
nem obrigação.

Da primavera tirei proveitos
absorvi todas as cores
todas as dores,todo seu amor
e no inverno aqueceu me
o gelo se derreteu
levando com ele tudo que impuro era
para no outono as folhas cairem
assim, renovando tenuamente
a árvore da vida.

Tesouro precioso

Se já tens o tesouro que buscastes
não encontrá em mim um vestigio se quer
do ouro esperado.

Uma vez tiver o que deveras proucurava e com
o ouro gasto procurar-te-ei em outro baú
que não estiver rachado.
No seu mundo não tenho direitos
não os tendo, também não tenho deveres
sendo adjacente que sou, só disfruto.

Estou trancafiado no meu próprio lar
sou refém do amor, inseguro de mim mesmo
sou um trovador aos olhos da amada

Sinto-me como uma efemera dama a espera do marido
a espera do seu retorno. Retorne quando quiser
retorne quando puder, quando convinher

Inserto está do que faz, mas não do que sente,
então espero a seu certeza, confirme se comigo está
se comigo quer velejar no mar instavel da vida

o futuro nos espera estando comigo ou não
feliz será, assim espero por amar-te
por desejar seu bem.

estou só a sua espera.

( feito no dia 16-11-2009)
uma gota a mais dos teus labios me fazeria sorrir
uma gota a mais do teu suor me fazeria brilhar
uma gota a mais das tuas lágimas me fazeria sentir
um gota a mais em um copo cheio faz diferenciar

não difereciar o que está no peito quardado a sete chaves
mas, o que está entalado na minha garganta
e que só voce pode arrancar, extrair essa angustia
o que está guardada no peito está vivo, muito vivo entre nos dois
e a gota fará-lo-ia ainda mais viva
viva nos meus olhos nus, sendento por ti, pour te amour

o primavera não é mais a mesma como o inverno nao foi
o gelo do meu coração foi derretido pelo calor do teu
a primavera com suas cores exoticas torna-se-ão mais viva
se a vida que tu lhe deste não poderá ser arracanda de mim
a não ser por ti. tu tens a chave do meu coração responde-a
por ela e eu respoderei pela chave do teu para não deixarmos
as portas abertas e o fogo que lá queimava apagar.

Ondas

Ao dormir ouço sussurros no meu ouvido
como ondas a bater fortemente na areia da praia,
em dia de ressaca do mar.
Me perco a ponto de sentircomo se estivesse mergulhandoem águas verdes escuras claras.
Sem oscilações, sem distúrbios, sem concupiscência,as preocupações esvaem do meu peito.
Deito, sinto, ouço, abstraio,tudo ao som da bela orquestradas ondas do mar.